Como ter um site na internet?


A intenção desse artigo é esclarecer para usuários mais leigos e usuários que não são da área de tecnologia como ter um site na web.

  • Quais são os passos que se deve seguir para ter um site na rede mundial de computadores?
  • O que eu preciso para colocar meu site na internet?
  • Qual a estrutura necessária?
  • Que tipo de profissional pode me ajudar a ter um site na internet?

como ter um site na web

A todas essas perguntas eu tentarei responder aqui nesse post. Obviamente a intenção aqui não é se aprofundar a ponto de exibir códigos ou tutoriais, mas sim mostrar uma visão ampla de como tudo isso funciona. De antemão, qualquer pessoa pode ter um site na internet, tanto pessoa física como pessoa jurídica, ok!? Vamos começar?

A primeira coisa a se fazer é registrar um domínio para o seu site. E ai já surge a primeira pergunta: o que é um domínio? De forma bem clara, domínio é o endereço do seu site, é um nome que serve para localizar e identificar o seu site e que o usuário digitará na barra de endereço do navegador. Um exemplo para ficar melhor o entendimento: o domínio do meu site, esse que você está nesse momento, é georgehenrique.com.

Fica a seu critério escolher entre um domínio nacional ou um domínio internacional e a assinatura de qualquer um dos dois é anual.

  • Domínio Nacional: são todos os domínios com a terminação “.br”. Existe uma gama de domínios nacionais, por exemplo: “.com.br” que é o mais conhecido, “.eco.br”, “.emp.br”, “.net.br”, “.edu.br”, “.adm.br”, “.adv.br”, “.med.br” e muitos outros! Os domínios nacionais são regulamentados e registrados pelo Registro.br e você pode ver a lista completa de domínios clicando aqui. O valor para registro e manutenção anual, hoje (21/01/2016), é de R$ 30,00.
  • Domínio Internacional: os domínios dessa categoria são regulamentados pelo ICANN. O valor médio para o registro desses domínios é de U$ 10,00 e as terminações mais famosas são “.com”, “.net” e “.org”.

Seja qual for a sua escolha, qualquer domínio funciona normalmente com sites brasileiros.

OBS: Fique atento ao processo de registro, pois depois que você fizer a sua escolha de domínio e realizar o pagamento, não será possível mudar ou cancelar. Nesse caso, você pode optar por assinar outro domínio, mas não é possível fazer alterações em um domínio que já foi registrado. Após 12 meses você receberá um email com informações para realizar novamente o pagamento.

Se você não se sente seguro para realizar o processo de cadastro, busque por alguma empresa séria de consultoria web. Indico os consultores da GUP Tecnologia, pois têm atendimento online que podem tirar todas as suas dúvidas e realizar os procedimentos rapidinho.


O segundo passo é escolher uma hospedagem para o seu site! Com isso, surge o segundo questionamento: o que é uma hospedagem de site? para que serve uma hospedagem de site?

Gosto de responder essa pergunta com uma analogia. Imagine que você faz uma viagem a Salvador e fique hospedado em um hotel. A sua opção por ficar em um hotel certamente é devido aos benefícios e comodidades que ele te oferece, certo? Um hotel tem quartos aconchegantes, restaurante, piscina, gerador para evitar a falta de luz, proteção contra incêndio etc.

Da mesma forma que você precisa de um hotel, o seu site também precisa de um hotel! Isso é hospedagem de site! Mas é claro que você não vai colocar o seu site em um hotel, mas sim em um computador próprio para exibir o seu site na internet.

Hospedar um site significa que você precisa alugar um servidor (computador apropriado) para que o seu site se torne visível e acessível na internet. Esses servidores são altamente preparados com o objetivo de manter o seu site 100% do tempo online, sem falhas. Eles ficam em estruturas chamadas de “datacenters”, que são salas com inúmeros computadores de alta capacidade de processamento, montadas e preparadas para oferecer o melhor desempenho ao seu site.

Ilustração de um Datacenter do Google

Ilustração de um Datacenter do Google

Geralmente, datacenters possuem geradores para garantir que o seu site não saia do ar, links de internet de altíssima velocidade para garantir o acesso rápido ao seu site, uma grande proteção contra incêndios para evitar a perda dos dados e servidores de backup para caso ocorra algum erro com o seu site, você possa recuperar os seus arquivos.

Várias empresas oferecem o serviço de hospedagem de site. Fica a seu critério selecionar a que melhor atenda as suas necessidades. Mais uma vez, indico os consultores da GUP Tecnologia. Informando as suas necessidades, os consultores identificarão qual o melhor serviço para você e farão todos os procedimentos necessários para que o seu site fique online.


Por fim, mas não menos importante, o último passo: desenvolver o site. Nesse momento, você tem três opções: 1. desenvolver o seu próprio site linha a linha de código; 2. usar alguma ferramenta online de criação de site (não muito indicada); 3. contratar uma empresa ou desenvolvedor para construir o seu site.

  1. Para desenvolver o seu próprio site, você precisa ter conhecimentos de linguagens de programação e de marcação, como HTML, XHTML, PHP, JavaScript, ASP, Java, etc.
  2. Existem na internet algumas ferramentas para criação de site, mas eu não indico muito pois são empresas que vão cobrar mensalmente de você, e que você tem que usar o sistema de hospedagem deles, te tornando meio que um “cliente” forçado. Além do mais, essa alternativa não te deixa ter um site exatamente como você formou em sua cabeça, pois as ferramentas de criação de site online já são programadas, então você tem que modificar a forma como planejou o seu site para se adequar a estrutura da ferramenta.
  3. Obviamente essa é a opção mais indicada, contratar um profissional qualificado ou uma empresa para desenvolver o seu site. Por quê preferir essa opção? Exatamente pelo motivo contrário ao do ponto 2. Contratando uma empresa, você poderá falar como exatamente você deseja que o seu site fique no final e eles serão os responsáveis por atingir as suas expectativas. Algumas empresas cobram um valor mensal pois além de desenvolver, querem também hospedar o seu site, mas sugiro optar por um pagamento único para obter o seu site e poder hospedar onde desejar, tendo assim total controle sobre seu site.

Também indico a GUP Tecnologia para esse caso. Eles possuem profissionais capacitados para desenvolver o seu site exatamente como você imagina.

Então, já tendo o seu site em mãos, basta enviá-lo para a sua hospedagem e assim o seu site estará online, sendo possível acessá-lo de qualquer lugar do mundo! Chique demais, né!?

Espero ter ajudado aos que chegaram aqui no meu site com dúvidas e também quero ajudar ainda mais! Se você ficou com alguma dúvida em relação ao artigo, me escreve uma mensagem nos comentários logo mais abaixo que eu terei enorme prazer em responder! OK!?

Até mais!

Compartilhar nas redes sociais:Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
Email this to someone
email

1 Comentários

  1. Gostei das dicas!

    Tenho um blog no Blogger e gosto do sistema deles, no entanto realmente ficamos beem limitados e pra quem tem em mente um projeto específico é melhor pensar beeem antes de colocar a mão na massa porque o processo de migração nem muitas vezes é fácil…

    Responder

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.